Com a facilidade em acessar a internet, hoje as pessoas costumam utilizá-la para os mais diversos fins, inclusive quando surge aquela dorzinha chata que não quer passar ou no aparecimento de uma alergia, é ao Google a quem elas recorrem. Por esse e tantos outros motivos é essencial que os profissionais de saúde estejam na internet, afinal, essa é com certeza uma forte estratégia de marketing.

Além das redes sociais e site da clínica, é recomendado que o profissional de saúde possa estar presente em um local mais acessível, como é o caso dos blogs. Apesar de a palavra blog remeter a blogueiras de moda e digital influencers em geral, eles são ótimos não só para entretenimento, como também para informação.

O blog é uma página na web que pode estar dentro de um outro site, e através dele poderão ser publicados conteúdos informativos e educativos. É justamente esse tipo de conteúdo que poderá atrair aquelas pessoas mencionadas no início deste texto, pois ao procurar informações sobre um determinado problema, poderão chegar até você.

Além disso, há outras vantagens em criar um blog, como o fato de conseguir abordar assuntos que talvez em uma rede social não haveria espaço. Aliás, se tratando de redes sociais, vale lembrar que nem todas as pessoas costumam utilizá-las, além do mais, geralmente ao procurar a causa ou solução de um problema, raramente as pessoas irão recorrer ao Facebook ou Instagram, mas sim ao Google, e é justamente através das buscas feitas nele que seu blog será encontrado.

Ao criar um blog é importante manter uma regularidade nas postagens, pois isso interfere diretamente na maneira como os mecanismos de busca do Google irão trabalhar. Quanto mais postagens com conteúdo relevante e de qualidade, maiores são as chances de seu blog aparecer nas primeiras páginas de busca do Google.

No entanto, é importante ressaltar que o CFM tem suas regras no que diz respeito ao marketing médico, incluindo postagens na internet. Por isso lembre-se, o blog não pode ser usado para qualquer tipo de consultoria ao paciente, ficando restrito apenas à informação.