Não é novidade que os pacientes de hoje estão muito mais conectados à internet. Alguns anos atrás a maioria das pessoas recorria aos catálogos de convênio ou a listas telefônicas para encontrar um profissional de saúde, mas com o passar dos anos isso foi substituído por buscas no Google ou nas redes sociais.

O Brasil inclusive, figura entre o terceiro país onde as pessoas mais usam a internet. Aliás, existem várias formas de divulgar sua clínica na web e muitas delas são gratuitas e rendem bons resultados, confira a seguir cinco delas:

1 - Facebook

Você pode criar uma página onde divulgará o seu negócio, conseguir seguidores e interagir com eles. Perfis pessoais têm um limite de 5.000 amigos e não devem ser usados como canal profissional. No entanto, com as páginas você pode reunir um número ilimitado de seguidores — que poderão ser seus pacientes em potencial. Além disso, através da sua página no Facebook, você poderá incluir o horário de funcionamento da clínica, telefone para contato e até mesmo inserir um link para agendamento online.

2 - Instagram

Nesta rede social o foco são imagens, o que é uma boa pedida para profissionais da saúde de áreas que envolvam estética, como por exemplo, cirurgia plástica ou até mesmo dermatologistas. No entanto, nada impede profissionais de outras especialidades de utilizarem essa ferramenta, afinal, assim como Facebook também é possível inserir um link para agendamento online, telefone para contato entre outras informações que auxiliarão o paciente a encontrar sua clínica com mais facilidade.

Vale ressaltar que O CFM desaconselha expressamente a publicação de imagens do tipo “antes” e “depois”, de compromissos com êxito em um procedimento e a adjetivação excessiva (“o melhor”, “o mais completo”, “o único”, “o mais moderno”).

3 - Site da clínica

Mesmo mantendo redes sociais ativas é interessante que a clínica possua seu próprio site, pois através dele será possível atrair aquela parcela de pacientes que está fora do Facebook e Instagram, por exemplo.

Criando um site você também consegue construir melhor a identidade visual da clínica e poderá adicionar muitas outras informações que nas redes sociais nem sempre ficarão visíveis de forma rápida ao paciente, como por exemplo serviços oferecidos, corpo clínico, convênios e parceiros, além é claro do agendamento online já mencionado antes.

4 - Blog

As redes sociais podem ser uma boa opção para textos rápidos e imagens que geram compartilhamento, mas caso queira postar informações de modo mais detalhado e dar um ar mais profissional, sugerimos que monte um blog.

Existem algumas plataformas gratuitas para criação de blogs como Wordpress, Blogger e Medium. Para dar mais credibilidade às informações é importante que o blog tenha um domínio próprio. Geralmente os mais utilizados são aqueles que terminam em .com ou .com.br.

O blog também pode estar integrado ao site da clínica e sempre que tiver uma nova postagem poderá compartilhar o link em suas redes sociais. Além disso, através desta plataforma você pode filtrar os comentários dos visitantes para que eles sejam postados somente após verificação de um moderador.

É importante ressaltar que o blog não pode ser usado para qualquer tipo de consultoria ao paciente, ficando restrito apenas à informação.

5 - Google Meu Negócio

O Google Meu Negócio (Google My Business) é uma ferramenta gratuita que possibilita às empresas o gerenciamento de suas informações comerciais, ou seja, o que é exibido para as pessoas quando elas fazem buscas na web, inclusive no Google Maps e na Pesquisa Google.

Além das diversas funcionalidades que agregam valor à presença digital da clínica, se ela estiver cadastrada no Google Meu Negócio será exibida em destaque na lateral direita da página com todas as informações que foram preenchidas por você. Por isso é muito importante que este cadastro esteja atualizado, incluindo endereço, horário de funcionamento e um telefone válido para contato.