Constantemente novas tecnologias vem surgindo, principalmente na área da saúde. No que diz respeito ao atendimento e agendamento nas clínicas, ficou muito mais fácil desempenhar um bom trabalho e otimizar o tempo, e tudo isso é possível com a ajuda de um bom software médico.

Mesmo com a tecnologia trabalhando a nosso favor, muitas clínicas e consultórios continuam realizando seus atendimentos de forma obsoleta, seja com agendas de papel ou prontuários convencionais arquivados em armários. Os softwares médicos possibilitam realizar tarefas com muito mais agilidade e segurança, e por esse motivo listamos alguns problemas que costumam ser bem comuns em clínicas que não possuem um software de gestão.

Erros na tomada de decisões

A tomada de decisões em uma estrutura organizacional requer muito cuidado, independente de estar ligada a área da saúde ou não. Para isso, o primeiro passo é ter as informações corretas em mãos para poder utilizá-las a seu favor, e com um bom software de gestão essas informações são facilmente encontradas, o que não aconteceria caso não utilizasse sistema algum.

Vejamos o exemplo do software Ninsaúde Apolo. Neste sistema é possível gerar gráficos e relatórios contendo informações não somente dos pacientes e profissionais de saúde, mas também da clínica de modo geral, como por exemplo, quais são os serviços e convênios mais utilizados e mais rentáveis, sazonalidade dos atendimentos, horários de pico na clínica, entre outros.

Dificuldades na gestão da clínica

Agir na tomada de decisões e delegar tarefas parece fácil para quem está do lado de fora, mas o administrador de uma clínica precisa estar muito bem preparado para que não haja grandes dificuldades em sua gestão. Mais uma vez o software pode auxiliar nessa missão, e não só com relatórios e gráficos que possibilitam identificar erros mas também com funcionalidades que automatizam as tarefas e otimizam o tempo, tanto na parte dos agendamentos quanto no financeiro.

Desorganização de documentos

Em uma clínica bem movimentada é grande o número de papéis que médicos, secretárias e administradores tem que lidar diariamente: guias TISS, documentos do paciente, fichas cadastrais, relatórios, etc. Imagine agora todos esses documentos fora de ordem naquele momento em que você mais precisa deles. Nesse quesito quem utiliza de um software não precisa se preocupar, afinal, tudo o que você precisa encontra-se em um único lugar, deixando assim o trabalho mais organizado e liberando espaço físico.

Extravio de prontuários

Por lei, os prontuários convencionais devem ser guardados por no mínimo vinte anos a partir da data do último registro de atendimento do paciente. Sendo assim, durante esse período fica sob responsabilidade da clínica e profissional de saúde o armazenamento do mesmo, que deverá estar disponível ao paciente sempre que ele solicitar.

Agora imagine que em meio a tantos papéis um prontuário acaba por desaparecer, molhar, ou que qualquer outro acidente aconteça. Essa seria uma situação bem complicada, no entanto não é um problema vivenciado em clínicas que utilizam softwares médicos, pois os prontuários estarão armazenados sempre no mesmo lugar e caso o software utilizado seja um sistema online, como o Ninsaúde Apolo, poderão ser acessados quando e onde quiser.