Com o software médico Ninsaúde Apolo, é possível ter acesso a diversos relatórios e gráficos onde pode-se analisar o desempenho dos profissionais de saúde, situação financeira da clínica e alguns dados sobre os usuários do sistema.

Entre as opções disponíveis, há o relatório de histórico de acessos ao sistema, uma ferramenta importante para os administradores da clínica ou consultório. Com esse relatório é possível selecionar usuários específicos e assim ter a informação de quando, e em que horário ele acessou o sistema, e até mesmo sua localização, isso a partir de seu endereço de IP.

Qual a importância e vantagens desse relatório?

Este relatório tem por finalidade monitorar os acessos feitos ao sistema, portanto se um funcionário realizar o acesso fora do horário de expediente, o administrador do sistema terá essa informação em mãos.

O mesmo se aplica caso o funcionário esteja acessando o sistema depois do horário combinado, como por exemplo quando ele chega atrasado, ou até mesmo caso ele deixe de acessá-lo, pois neste caso seu nome não constará na lista de acessos.

Possuir essas informações pode auxiliar o administrador da clínica não somente em tomadas de decisões com relação aos usuários do sistema, mas também em processos judiciais. Vamos exemplificar a seguir.

Suponhamos que um ex-funcionário mal intencionado decide abrir um processo trabalhista, onde ele afirma ter trabalhado durante um determinado período após o horário de expediente na clínica, porém sem receber o pagamento de suas horas extras. Neste caso, o administrador da clínica poderá gerar um relatório onde consta a informação de que os acessos não foram feitos dos computadores da clínica (já que o software em nuvem pode ser acessado de qualquer lugar), e dessa forma poderá comprovar que o indivíduo está agindo de má fé.

Outro exemplo seria no caso de um funcionário que costuma chegar atrasado no trabalho com frequência. Caso o administrador da clínica ache necessário comprovar essa atitude para dar uma advertência ou até mesmo demiti-lo, poderá utilizar o relatório.

Sendo assim, por esses e entre outros motivos é importante que cada funcionário possua seu próprio usuário e senha para acessar o sistema, pois quando acontecem situações desse tipo, é através do histórico de acessos que podemos identificá-los. Além disso, na agenda médica, também existe a possibilidade de visualizar o histórico de um agendamento, onde constará a informação de quem o inseriu no sistema ou modificou o status, evitando confusões na recepção.

Como funciona o relatório?

O usuário deverá acessar o menu de Atendimentos, e em seguida o submenu Relatórios. Ao acessar essa tela, deverá rolar a página e pressionar na opção Histórico de acessos ao sistema.

O nome do usuário deverá ser inserido no campo indicado, podendo selecionar quantos usuários quiser de uma só vez. Caso queria gerar um relatório com o acesso de todos os usuários, basta deixar este campo em branco. Em seguida, selecione um período. Se um período não for selecionado no filtro, o sistema irá gerar o relatório com informações dos últimos trinta dias.

Como podemos observar no exemplo acima, o relatório informa o nome do usuário, a data e todos os horários em que o mesmo realizou login no sistema, e a localização do IP externo. O IP externo é a identificação gerada a partir da conexão do seu dispositivo com uma rede. Assim como um CPF, cada equipamento gera um protocolo de identificação diferente quando conectado a internet, logo, não existe duplicidade de IPs entre redes e dispositivos.

Viu como é fácil controlar os acessos na clínica? Agora que você já sabe como funciona, basta colocar as dicas em prática. Ainda não é cliente Ninsaúde Apolo? Entre em contato através de nosso site e solicite uma demonstração.