O Dia Mundial do Rim é comemorado anualmente na 2ª quinta-feira de março. Este ano, em 2021, a data será celebrada no dia 11. Inicialmente, 66 países celebravam a data. Em dois anos, esse número subiu para 88. O Dia Mundial do Rim é uma iniciativa conjunta da Sociedade Internacional de Nefrologia (ISN) e da Federação Internacional de Fundações Renais (IFKF).

O principal objetivo desta data comemorativa, é aumentar a conscientização sobre as condições dos rins. Embora muitas sejam tratáveis, eles são uma preocupação médica secundária da grande população.

Criado em 2006, o Dia Mundial do Rim destaca a cada ano um tema diferente para ser abordado durante a campanha. Em 2018 por exemplo, aproveitando que a data coincidiu com o Dia da Internacional da Mulher, as campanhas chamavam atenção para a saúde feminina e os cuidados da mulher para com os rins.

Em 2021 o tema escolhido para abordar na campanha foi: "Vivendo bem com doenças renais". Ser diagnosticado com doença renal pode ser um grande desafio, tanto para o paciente quanto para as pessoas ao seu redor. Seu diagnóstico e tratamento, particularmente em estágios avançados de doença renal, têm um impacto severo.

Saúde vetor criado por freepik - br.freepik.com

Uma doença renal por reduzir a capacidade da pessoa afetada de participar de atividades cotidianas como trabalho, viagens e socialização, enquanto simultaneamente causa inúmeros efeitos colaterais problemáticos - por exemplo, fadiga, dor, depressão, comprometimento cognitivo, problemas gastrointestinais e problemas de sono.

Confira a seguir doenças que podem acarretar em problemas aos rins:

  • Hipertensão arterial - conhecida também por pressão alta, a hipertensão arterial (HA) ocorre quando a pressão que o sangue faz na parede das artérias é muito forte e fica acima dos limites considerados normais para a idade, o que pode acabar causando insuficiência renal.
  • Diabetes Mellitus - qualquer pessoa com diabetes (tipo I ou II) corre o risco de desenvolver doença renal. A doença nos rins não apresenta sintomas precoces. Além de invisível, o processo de danificação dos rins é irreversível e pode progredir até converter-se em insuficiência renal crônica terminal.
  • Infecção urinária - a infecção do trato urinário (ITU) é uma das causas mais comuns de infecção na população geral. pode ser sintomática ou assintomática, sendo chamada neste último caso, de “bacteriúria assintomática”. A ITU pode acometer somente o trato urinário baixo, sendo chamada de “cistite”, ou afetar também o trato urinário superior (infecção urinária alta), sendo chamada de “pielonefrite”.
  • Litíase renal - chamada também de nefrolitíase, a doença nada mais é do que a formação de cálculos dentro do sistema urinário de um paciente, ou seja, as famosas "pedras nos rins". A ingestão de água é importante na prevenção da doença, pois assim a urina torna-se mais diluída e menos concentrada desses sais.
  • Glomerulopatias - são doenças que acometem os glomérulos e podem ter origem nos rins e acometer apenas esses órgãos ou podem ser secundárias a outras doenças. Os pacientes com glomerulopatias podem ser assintomáticos ou apresentarem sintomas urinários (urina escura, diminuição do volume urinário) ou inchaço (de membros inferiores, face ou de todo o corpo).
  • Lúpus Eritematoso Sistêmico - o acometimento renal é frequente em pacientes com lúpus e, em geral, corresponde a uma glomerulonefrite, que pode apresentar-se das formas mais variadas, indo desde alterações urinárias mínimas (hematúria e/ou proteinúria pequena) até insuficiência renal.
  • Insuficiência Renal Aguda - é a perda súbita da capacidade de seus rins filtrarem resíduos, sais e líquidos do sangue. Quando isso acontece, os resíduos podem chegar a níveis perigosos e afetar a composição química do seu sangue, que pode ficar fora de equilíbrio. A insuficiência é comum em pacientes que já estão no hospital com alguma outra condição, e pode desenvolver-se em questão de horas ou dias.
  • Obesidade - o excesso de peso pode gerar consequências severas pois está associado a uma série de problemas graves de saúde. Além de estar relacionada a diversos tipos de câncer, problemas ortopédicos, varizes de membros inferiores, pode contribuir com desenvolvimento de diabetes do adulto (tipo 2) e com hipertensão arterial ou pressão alta, o que pode causar problemas renais.

Fonte: WKD | Sociedade Brasileira de Nefrologia