Neste dia 20 de maio, nossos homenageados são os profissionais de saúde responsáveis pelo primeiro contato com o paciente, além de garantirem a higiene e segurança do local de trabalho. Em alguns casos, participam dos serviços administrativos e ajudam nos trâmites de rotina relacionados à admissão e alta dos pacientes. Estamos falando dos técnicos e auxiliares de enfermagem!

Assim como o Dia Internacional do Enfermeiro (12 de maio) foi escolhido pela data em que nasceu Florence Nightingle, considerada a mãe da enfermagem, o Dia Nacional do Técnico e Auxiliar de Enfermagem também foi escolhido como forma de homenagear uma pessoa que teve grande importância nesta área.

E a homenageada da vez trata-se de Anna Justina Ferreira Nery, mais conhecida como Anna Nery ou Ana Néri, nascida em 13 de dezembro de 1814, vindo a falecer em 20 de maio de 1880. Ana Néri foi considerada a pioneira da enfermagem no Brasil, quando durante a Guerra do Paraguai se juntou ao décimo batalhão de voluntários e ajudou na prestação de serviços de saúde dos combatentes feridos.

Ana Néri, a primeira enfermeira do Brasil.

O Dia Nacional do Técnico e Auxiliar de Enfermagem foi instituído a partir da resolução nº 294, de 15 de outubro de 2004, e definido pelo Conselho Federal de Enfermagem (COFEN). A data fecha o ciclo iniciado pela celebração do Dia da Enfermagem que acontece em 12 de maio, fechando assim, no Brasil, a “Semana da Enfermagem”, que visa promover eventos por todo o país, incluindo neste ano de 2020 as lives e atividades online gratuitas.

Diferença entre a formação do enfermeiro, técnico e auxiliar de enfermagem

No campo da enfermagem é possível obter três tipos de formação, sendo que cada uma delas possui suas particularidades. Veja a seguir suas características e principais diferenças:

Enfermeiro - Para se tornar um enfermeiro, é necessário possuir o título de Bacharel em Enfermagem, adquirido após conclusão do Curso Superior que leva em média cinco anos. Para concluir o curso, é preciso cumprir pelo menos 4.000 horas/aula, sendo que pelo menos 20% delas serão de estágios em unidades básicas de saúde, clínicas e hospitais.

Técnico em Enfermagem - Para se tornar um técnico em enfermagem, o aprendiz deve se matricular em um curso técnico, e para isso é necessário possuir no mínimo o ensino médio completo. Há também as instituições que permitem que os alunos do terceiro ano se cadastrem - e apresentem o diploma do ensino médio antes do final do curso. O estágio também é obrigatório, e acontece nos últimos semestres do curso. Os cursos técnicos em enfermagem duram aproximadamente dois anos.

Auxiliar de Enfermagem - Assim como o técnico, o auxilar de enfermagem também necessita possuir apenas o ensino médio completo, e deverá se matricular em um curso de Auxiliar de Enfermagem. No Brasil, esse curso pode ser encontrado em escolas profissionalizantes, centros de formação e também em alguns hospitais, em todas as regiões do país.

Fica então registrado os parabéns de toda a equipe Ninsaúde Apolo a todos os técnicos e auxiliares de enfermagem! Parabéns pelo seu dia.