Neste dia 25/10, nossos homenageados são os profissionais de saúde responsáveis por tratamentos das doenças do sistema estomatognático, revisão da higiene bucal, integridade dos dentes e estruturas anexas: os dentistas.

O termo "dentista" pode ser considerado obsoleto na atualidade, pois dependendo de sua especialização, o profissional da área pode ser chamado de Cirurgião-Dentista, Cirurgião-Orofacial, Médico-Dentista, Médico-Orofacial, Odontologista, entre outros.

A odontologia é uma prática mais antiga do que muitos imaginam, e as primeiras referências à ela datam de 3.700 a.C., e prova disso são manuscritos egípcios encontrados com citações sobre problemas bucais, como por exemplo dor de dente e feridas gengivais.

Apesar disso, segundo alguns achados arqueológicos, é possível afirmar que em 2750 a.C. já haviam sido realizados procedimentos cirúrgicos envolvendo perfurações em uma mandíbula, abaixo das raízes do primeiro molar inferior, mostrando que ali ocorrera drenagem de um abscesso dentário.

Odontologia no Brasil

A odontologia chegou ao Brasil juntamente com os portugueses em 1500, que trouxeram com eles os "barbeiros", cidadãos que foram designados a tratar dos dentes da população, e que exerciam seus trabalhos nas barbearias, ruas ou em domicílio.

Somente mais de 100 anos depois é que o exercício da arte dentária foi regularizado no Brasil, e a partir de então todos os barbeiros teriam que passar por um exame de habilidade para provar que realmente entendiam de tal atividade.

Em 1820, chega ao Brasil Eugênio Frederico Guertin, dentista francês e primeiro autor de uma obra de odontologia feita no Brasil. A partir de então chegaram ao país outros dentistas franceses, trazendo o que de melhor havia na odontologia mundial.

Origem da data comemorativa

A data escolhida para celebrar o "Dia Nacional do Dentista" foi a mesma em que ocorreu a criação do primeiro curso de odontologia no Brasil, ou seja, no dia 25 de outubro de 1840. O curso tinha duração de três anos e estava ligado à faculdade de Medicina do Rio de Janeiro.

Em 1911, por decreto promulgado pelo então presidente Epitácio Pessoa, o curso de odontologia se separou da Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, e mais tarde, em 1947, o curso de formação de dentistas que inicialmente durava três anos, passou a ter quatro anos de duração, tendo formado sua primeira turma em 1951.

Comemoração mundial

Apesar de no Brasil a data ser comemorada no dia 25 de outubro, há também uma comemoração mundial que acontece no início do mês, mais precisamente no dia 03 de outubro, uma forma de homenagear o dia em que foi criada a primeira escola de odontologia do mundo, a Baltimore College of Dental Surgery, tendo a inauguração do curso no ano 1840, mesmo ano em que o curso de odontologia chega ao Brasil.

Quando procurar um dentista?

Apesar de muitas pessoas procurarem o odontologista apenas quando há o surgimento de algum problema, o correto visitar regularmente um profissional, sendo indicado o intervalo de seis meses entre uma visita e outra, pois dessa forma fica mais fácil identificar e prevenir quaisquer doenças que possam atrapalhar a saúde bucal, como cáries e gengivite.

Assim como em outras áreas do corpo, um diagnóstico precoce de problemas bucais pode facilitar o tratamento, e em alguns casos, evita a necessidade de uma extração, por exemplo. É importante lembrar que, mesmo que o dentista seja especialista em saúde bucal, ele pode identificar sintomas de outras doenças, como HPV, diabetes, osteoporose e câncer. Nesses casos, o profissional encaminhará o paciente para um médico especializado.

Especialidades da odontologia

De acordo com a Resolução nº 161, de 2015, do Conselho Federal de Odontologia, os profissionais somente poderão registrar, junto ao Conselho Federal de Odontologia (CFO) as seguintes especialidades:

  • Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Faciais;
  • Dentística;
  • Disfunção Temporomandibular e Dor Orofacial;
  • Endodontia;
  • Estomatologia;
  • Radiologia Odontológica e Imaginologia;
  • Implantodontia;
  • Odontologia Legal;
  • Odontologia do Trabalho;
  • Odontologia para Pacientes com Necessidades Especiais;
  • Odontogeriatria;
  • Odontopediatria;
  • Ortodontia;
  • Ortopedia Funcional dos Maxilares;
  • Patologia Bucal;
  • Periodontia;
  • Prótese Buco-Maxilo-Facial;
  • Prótese Dentária;
  • Saúde Coletiva e da Família.

Independente da sua especialidade, fica aqui registrado os parabéns de toda a equipe Ninsaúde Apolo a todos os dentistas!

Fonte: Portal Educação | Conselho Federal de Odontologia