Um dos segredos de clínicas e consultórios de sucesso, é a fidelização de pacientes. Quando um paciente é fidelizado, significa que ele confia no seu trabalho e dá preferência pelo atendimento realizado por você.

Existem diversas formas de fidelizar um paciente, mas sem dúvidas, o primeiro encontro é uma ótima oportunidade para essa ação. Além disso, é sempre bom lembrar daquela velha frase que diz "a primeira impressão é a que fica", portanto, uma dica de ouro é impressionar seus pacientes logo no primeiro atendimento.

Neste artigo vamos lhe ensinar uma técnica de fidelização que, basicamente, consiste em recepcionar o paciente de forma que ele veja o profissional de saúde como um amigo recebendo uma visita em sua casa (onde a casa é o consultório, e a visita, o paciente).

Já comentamos aqui no blog sobre a importância de realizar um atendimento humanizado. Os pontos que iremos abordar neste artigo são, na verdade, meios de fidelizar o paciente com a premissa da humanização.

Tenha em mente também, que nem todos os pacientes que você atender seguindo essas dicas, serão de fato fidelizados, e inclusive, muitos profissionais poderão julgar essas dicas como algo trabalhoso, mas vale ressaltar que quando você procura alcançar o sucesso e a excelência nos atendimentos, é necessário sair da zona de conforto.

Fique de olho nos pacientes de 1ª consulta

Para dar início às nossas dicas, vamos ressaltar o quão importante é o uso de um software de gestão. Caso não utilize um sistema médico ainda, ou quem sabe esteja afim de realizar mudanças, conheça o Ninsaúde Apolo. Com o Ninsaúde Apolo fica fácil identificar quando o paciente está se consultando pela primeira vez com você.

Ainda sobre o software, com o auxílio dele também é possível obter um relatório de prospecção, onde basicamente, aplicando alguns filtros, como período, serviço, convênio, entre outros, você consegue identificar quais foram os pacientes que vieram para uma primeira consulta e não retornaram à clínica. Sabendo disso, vamos às demais dicas.

Recepcione o paciente

No começo deste artigo, mencionamos que o profissional de saúde deve receber o paciente de forma que este se sinta como alguém indo visitar um amigo, certo? Bem, agora pense um pouco: quando você vai à casa de um amigo, muito provavelmente ele lhe recepciona na porta. Dessa forma, que tal fazer a diferença, e recepcionar o paciente dessa mesma forma também?

Na maioria das vezes, a recepcionista ou secretária é quem chama o paciente, isso quando na clínica não há um painel de chamadas. Em geral, o profissional de saúde fica em sua sala, apenas aguardando a entrada do paciente. No entanto, é possível fidelizar esse paciente logo num primeiro encontro, caso você mostre algum diferencial na forma como o recebe, e mostrar ser um bom anfitrião pode ser o diferencial que você está procurando.

Apresente seu espaço ao paciente

Você lembra da primeira vez em que visitou um amigo ou parente? Geralmente nessa primeira visita, um bom anfitrião faz questão de mostrar alguns cômodos das casa, apresentar-lhe a churrasqueira, jardim, etc. Nesse sentido, você pode apresentar a clínica para o paciente.

Mas não se engane, não estamos dizendo que você precisa fazer um tour completo, até porque, por mais que você leve 3 minutos para fazer isso, os demais pacientes podem ver essa ação como algo demorado e que irá atrasar a consulta deles. Na verdade, o que você pode fazer é apresentar pontos bem específicos, como alguma sala destinada a exames (que possivelmente o paciente possa utilizar) e o toalete, por exemplo.

Ofereça o famoso cafézinho

Ao recebermos visitas em casa, é natural que façamos aquele café quentinho para colocar o assunto em dia. Uma das formas de fazer com o paciente se sinta mais à vontade, é oferecendo um cafézinho, ou caso não seja do gosto dele, um chá, suco ou até um copo d'água já faz toda a diferença, pois isso mostra que você se importa com o bem-estar do paciente.

O ato de servir um café também pode ser visto como uma forma de dar abertura para que o paciente possa iniciar a conversa, e assim relatar de forma até mais natural o que está sentindo.

Seja um bom ouvinte

Assim como um amigo que lhe visita em casa, um paciente quando vai ao seu encontro também busca ter uma conversa com alguém de confiança, que possa entender seus problemas e aconselhá-lo da melhor forma possível.

No caso do profissional de saúde, o paciente busca não só que entenda pelo o que está passando, mas também espera que possa ajudá-lo. Neste caso, seja um ótimo ouvinte: fale pouco, e escute muito. Ao ouvir tudo o que o paciente tem a dizer, além de mostrar que você é um ótimo ouvinte, auxilia ainda mais na questão de seu diagnóstico. Dessa forma, o paciente conseguirá desabafar sobre tudo o que vem sentindo e não ficará com a sensação de que saiu do consultório esquecendo de algo.

Esperamos que estas dicas possam agregar ainda mais na forma como você conduz seus atendimentos, e que elas possam lhe trazer ótimos resultados! Lembre-se sempre: se um paciente não se sentir bem com você na primeira visita, é provável que não vá existir uma segunda para você se redimir.

Gostou do artigo? Fique ligado no blog para ficar por dentro das novidades do Ninsaúde Apolo e receber mais dicas como esta. Não é cliente Ninsaúde Apolo ainda? Entre em contato através do site e solicite uma ligação de nossos vendedores.