Ao procurar atendimento médico, o paciente passa por diversas etapas que influenciam na experiência do mesmo, e que poderá resultar na sua decisão de retornar ou não à clínica.

Aqui no blog, em um dos nossos artigos nós já comentamos como melhorar a jornada do paciente na clínica. Desta vez, com o mesmo objetivo, porém indo por um caminho diferente, iremos lhe mostrar quais os maiores erros cometidos no atendimento em clínicas, e que você deve evitar.

Não utilizar um software médico

A utilização de um software médico traz muitas vantagens, e isso implica diretamente na jornada do paciente. Além de praticidade, um software também traz maior segurança no armazenamento dos prontuários e de outros dados, não só do paciente, como também da clínica. Portanto, sem a utilização de um software de qualidade, seus dados podem ficar expostos à pessoas mal intencionadas, o que pode acarretar em grandes problemas.

Com um software, cuidar das finanças também acaba se tornando uma tarefa mais fácil. Sua clínica também ficará mais organizada com o uso dessa tecnologia, pois lidar com papéis como as fichas e prontuários dos pacientes, entre outros documentos, além de não ser nada prático, implica no desperdício de tempo com o manuseio dos mesmos, sem contar no fato de que basta guardar uma folha fora de ordem e tudo pode se tornar uma bagunça.

Neste aspecto o prontuário eletrônico também é muito mais eficaz, pois além da facilidade em armazenar tais documentos e encontrá-los, os dados de seus pacientes estarão sempre bem organizados.

Se em sua clínica você ainda não utiliza um software de gestão, aproveite para conhecer o Ninsaúde Apolo, nele você encontra diversas funcionalidades que auxiliarão todos os setores da clínica. Confira nosso artigo onde falamos tudo o que você precisa saber sobre o Ninsaúde Apolo.

Não investir em um treinamento adequado para a equipe

Uma clínica não é composta apenas por profissionais de saúde. Neste ambiente encontramos secretárias, recepcionistas, gestores, entre outras pessoas que são essenciais para que o trabalho seja feito da melhor forma possível.

Seja qual for o setor, é importante haver um treinamento, por mais que o funcionário em questão já tenha alguma experiência no ramo. Este treinamento pode ser feito de forma simples, e o administrador da clínica deve informar e deixar claro como deseja que seus subordinados desempenhem suas atividades.

Incentivar a participação em palestras e workshops também é uma boa forma de aprimorar seus conhecimentos, além do fato de que, ao investir na capacitação de seus funcionários, eles estarão sempre atualizados sobre as tendências de mercado, e isso implicará diretamente na jornada do paciente e na forma como ele será atendido.  

Caso utilizem um software, é importante que a equipe também passe por um treinamento para que possam usá-lo da forma correta. Na utilização do software médico Ninsaúde Apolo, por exemplo, atualmente oferecemos treinamentos online gratuitos sobre o sistema, e estes acontecem todas as quartas e sextas no horário das 13h30m (horário de Brasília). Também há a possibilidade de assistir vídeos tutoriais dentro do próprio software, onde os usuários poderão acessá-los sempre que tiverem alguma dúvida pontual, a qualquer dia e horário.

Não organizar as finanças da clínica corretamente

É muito importante que não só os recebimentos, mas também as despesas da clínica sejam registrados, para que assim possa ser feito o acompanhamento real de seu saldo. Um dos erros mais frequentes, inclusive, é o fato de registrar apenas os recebimentos, e assim não realizar um fluxo de caixa.

Outro ponto importante é o de saber separar as finanças pessoais das finanças da clínica. Todos os recebimentos da clínica devem ser direcionados para uma conta bancária de uso exclusivo da mesma, e despesas pessoais não devem ser pagas com dinheiro advindo de atendimentos feitos da clínica. Você pode conferir mais sobre esse assunto em nosso artigo "A importância de separar as finanças pessoais das finanças da clínica".

A falta de um atendimento humanizado

Neste tipo de atendimento a comunicação é um dos pontos principais a se destacar. Ela deve ser clara e eficiente de forma que permita a troca de informações entre profissional de saúde e paciente, e na recepção não deve ser diferente.

É importante levar em consideração o estado emocional não só do paciente mas também da família, e responder às suas dúvidas de forma que transmita empatia, segurança e confiança.

Além do atendimento em si, é muito importante que a estrutura física onde ele ocorre atenda as necessidades de cuidado e tratamento, trazendo conforto e segurança ao paciente. Sendo assim, estrutura ou instalações precárias e má higienizadas não configuram um atendimento humanizado.

Outro ponto a destacar é que o tratamento deve ser feito de forma individualizada, e não genérica. Saiba escutar atentamente o que paciente tem a dizer sem desviar o olhar, mostrando que você realmente se importa com a situação. Chamar o paciente pelo nome e cumprimentá-lo também caracteriza um atendimento humanizado, pois assim é mais provável que ele consiga dar informações importantes sobre a situação, facilitando o diagnóstico.

Gostou das dicas? Continue acompanhando nosso blog para mais informações como esta! Ainda não é usuário do software médico Ninsaúde Apolo? Entre em contato com nossa equipe de vendas através do site ou Whatsapp e tire todas as suas dúvidas.